Páginas

1 2 3 4

.

Carregando...

A ESSÊNCIA DA CORRUPÇÃO HUMANA

A humanidade progride lentamente numa razão em que o livre arbítrio, inerente ao modo de bem fazer algo, dependa exclusivamente da vontade somatizada dos indivíduos que compõem sociedades.
Viver em bando ou em grupo não é uma tarefa fácil. Porque dentro das singularidades, pessoas são carregadas de atributos. Os atributos são fontes de expressão da individualidade de cada personagem na linha tênue da vida. E a formação desta identidade na forma pessoal gera o que no campo da psicologia atribui-se como a personalidade do indivíduo, a sua natureza individual, no qual pessoas abastecem-se de informações particularizadas. É fato que a junção do conhecimento-ambiente difere no potencial de expressão de indivíduo para cada indivíduo.
O fato dos sucessivos conhecimentos dos indivíduos serem essencialmente distintos uns dos outros, em que até o significado para uma mesma informação possa diferir de uma pessoa para outra cria disparidades entre as pessoas e uma necessidade de integrar os múltiplos estilos de vida numa linguagem comum que a todos seja possível trocar informações.
Tais ruídos no canal de comunicação, aliado ao prévio conhecimento que cada pessoa tem sobre o seu contexto de vida, ao qual está inserido, surge uma geração de obstáculos para a convivência pacífica em agrupamentos, uma vez que o indivíduo ao se expressar, carece que seu processo volitivo seja satisfeito, pois ele está a representar alicerces que foi capaz de condensar durante a sua vida. E que por diferir de outras pessoas com alicerces distintos, surge no afã de se fazer entender uma disparidade de entendimento geradora de conflito.
Corromper-se em relação à própria vontade em prol de um interesse difuso em que o indivíduo interrompe a manifestação de um desejo seu em prol de um interesse de terceiros ou do grupo é a forma mais comum de corrupção, desde que o antagonismo possa ser observado como um elemento de distinção entre pessoas. Embora imperceptível a corrupção é um comportamento cuja característica é relacional, onde se cria uma dualidade em relação ao referente que antagoniza dois polos de referência.
Para disciplinar esta matéria contenciosa, os seres humanos vincularam a este princípio aspectos intangíveis como moral e ética. Em que a máxima na existência da percepção da vontade quanto ao contraditório em relação ao desejo da manifestação da vontade do indivíduo frente ao coletivo deve prevalecer sempre o interesse do coletivo quando este não afetar significativamente o interesse particular no sentido de não gerar uma privação que reduza ou restrinja sua expectativa de vida, resguardado o direito da vida alheia, quanto ao fator de existencialismo.
Corromper significa em essência exercer algo contrário a sua vontade, ou contrário à vontade de outros indivíduos, ou contrário à vontade do agrupamento ao qual pertence - que é superior dentro de uma instância em que um fator de coercibilidade entre os seres envolvidos estabelece um regramento para a conduta de determinadas situações afetada à parte pelo qual se estabelece o desencadeamento de uma ação.
Nem sempre graus de compensações são aceitos pela sociedade. Que vê na vantagem indevida da percepção mais vantajosa, como a representação de um desvio moral e ético em que o benefício próprio é colocado como uma priorização em face de um interesse comum e social.
A natureza humana é inquieta e por mais que valores universais nobres tendem a sobrepor os interesses individuais sempre haverá uma forma de interpretar a obtenção de uma vantagem como um efeito de corrupção quanto à métrica superior gerando um ápice de conflito entre e dentro dos indivíduos.
Mini-Glossário:
Volição: processo cognitivo em que o indivíduo realiza sua vontade de expressão.
Cognição: são os processos em que um indivíduo utiliza em sua mente para a geração de pensamentos e respostas para serem expressas no ambiente.
Somatização: processo cognitivo que une informações extraídas do ambiente gerando um contexto mais amplo formador de uma realidade.
Discricionariedade: ato de escolha entre múltiplas opções para uma tomada de decisão que venha a repercutir numa ação individual como uma resposta para se fazer algo.
 
FONTE: Newsrondonia.com
 
Ler Mais

Homem morre ao visitar filho preso na Penitenciaria de Esperantina

PenitênciáriaESPERANTINA-PIAUÍ O senhor Antonio Meireles de Oliveira de 56 anos de idade faleceu no inicio da tarde de hoje (22/11), por volta das 13:00 horas, no momento em que visitava um filho seu que se encontra preso na Penitenciaria Regional Luis Gonzaga Rebelo na cidade de Esperantina.
Antonio Meireles é natural da cidade de Matias Olimpio e reside na Avenida Pedro Freitas no centro daquela cidade.
Segundo informações de populares, o senhor, Antonio Meireles tinha ido visitar o seu filho preso em companhia de uma neta quando passou mal e acabou falecendo no interior da própria Penitenciaria.
De acordo com um funcionário do Hospital Regional Julio Hartman, Antonio Meireles pode ter sofrido um infarto fulminante.
O corpo do senhor morto foi levado por volta das 15:00 horas para a cidade de Matias Olimpio onde vai ser velado e posteriormente sepultado.
 A direção da Penitenciaria até o momento não divulgou nenhuma nota a respeito deste triste caso.
 
FONTE: jornalesp.com
Ler Mais

EM MÉDIA, SEDAM E SEFIN DEIXAM ESCAPAR MAIS DE 300 QUILOS DE OURO ROUBADO DA APA PORTO VELHO

Porto Velho, Rondônia – O que o Governo do Estado pode ganhar com as fraudes em compras e com o funcionamento ilegal dos garimpos?, essa foi a principal indagação feita, nesta quinta-feira [20], por parte dos chefes de setores da Secretaria de Finanças [SEFIN] enquanto a Polícia Federal, nesta quinta-feira [20] fazia apreensões e supostas prisões durante a Operação Plateias no CPA e na casa do governador.
O grupo e pessoas atônitas com o trotoir de policiais resumiram a questão das fraudes em licitações entre agentes públicos e empresários como ‘caso recorrente de sucessivos de corrupção, concussão, falsidade ideológica e sonegação fiscal’. Segundo as fontes, os processos são de cartas marcadas, mas os Nabinguás, referindo-se aos servidores de menor peso, ficam com o bico fechado’.
Na Platéias, um dos principais investigados é o governador Confúcio Moura e secretários da Justiça, Educação, Desenvolvimento Ambiental [SEDAM], SESAU, SEAGRI, DEOSP-DER, SEAS [Assistência Social], além da Estatal de Águas e Esgotos [CAERD] acusados do desvio cerca de R$ 290 milhões de reais em processos licitatórios fraudes.
No caso do ouro roubado dos garimpos do Mutum-Paraná, Belmond até o limite do distrito de Calama, na divisa com a cidade de Humaitá, no Sul do Amazonas, ‘fiscais anônimos do Tesouro Rondoniense creditam à falta de fiscalização da parte da SEDAM’. Segundo disseram, ‘em nenhum momento o pessoal de lá quis autuar em conjunto’.
Eles lembraram, contudo, que a secretaria Maria Nanci Rodrigues da Silva, chegou a interpelar colegas que defendem operações pentes-finos contra a evasão escandalosa de divisas garimpos do rio Madeira. Ele queria saber qual o interesse sobre as licenças dadas às cooperativas, vez que sem notas fiscais, o ouro chega ilegal ao mercado nacional e internacional.
A ordem dada para dragueiros trabalharem dentro da Área de Proteção Ambiental [APA], segundo Filermon Costa [domiciliado em Humaitá], ‘partiu da secretária Nanci da SEDAM’. Ele denunciou a participação dela ao programa policial ‘Plantão de Polícia’durante a realização da Operação CAIARI, mas até agora ela saiu ilesa das acusações enquanto dragueiros continuam no local.
Afora a Operação Plateias, Rondônia também é roubada por dragueiros que só trabalham na APA e em seu entorno de dia e à noite, justamente, porque contam com o aquartelamento das patrulhas da Capitania dos Portos, com a suposta omissão da Coordenadoria de Fiscalização Ambiental [COLFAM-SEDAM] e DNPM. Além da não ação da Gerência de Fiscalização e Tributação da SEFIN.
Dessas áreas, em média, só dessas 22 dragas, cerca de 2.200 gramas são extraídos em menos de 20 horas\dia. Por outro lado, também há 160 escarifuças [equipamento de 4 a 8 polegadas] extraindo dentro da APA. Em média, são produzidos em 20 horas, cerca de 3.200 gramas\dia, que vendidos R$ 464 mil 400 reais.
Aos olhos de um economista ligado à Federação do Comércio de Rondônia [FECOMERCIO], diante desse triste quadro de evasão escandalosa de divisas, surgem às perguntas que não quer calar: ‘Quem está comprando, oficialmente, esse ouro?; Qual é a Cooperativa que emite nota fiscal irregularmente, vez que não há carta de outorga? Quem tem requerimento dentro da APA?; Por que a SEDAM não para 36 escarifuças que operam acima da ponte e abaixo da Hidrelétrica de Santo Antônio? E outras 68 a menos de 10 metros dos pilares da ponte?
No total, o ouro extraído, ilegalmente, das áreas não legalizadas junto ao DNPM e SEDAM, segundo o economista, ‘beira à casa dos151 quilos, em média. Esse ouro sai de Porto Velho, através do tráfico formiguinha, gerando aos contrabandistas cerca de R$ 12.986.000 milhões, numa evasão que pode chegar a 300 quilos só dentro da APA, em média.
 
FONTE:XICO NERY

Ler Mais

NEO-COMUNISTA ASSUME PASTA DO ESPORTE E LAZER NA PREFEITURA DE PORTO VELHO

Porto Velho, RONDÔNIA - Visando buscar alternativas convincentes que vão ao encontro das medidas propostas das políticas públicas traçadas pelo prefeito Mauro Nazif [PSB], o advogado neocomunista Rafael Claros [PCdoB], assumiu a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer [SEMES] em grande estilo.
Rafael Claros é advogado de carreira, militante agrário e tem formação nas áreas cível e criminal, segundo seguidores ligados à Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil [CTB] e do próprio partido que não quiseram revelar a identidade.
De acordo com essas fontes, ele pretende dar continuidade ao trabalho do antecessor na Pasta, bem como ampliar os horizontes em cima de ações mais voltadas às práticas do desporto interativo, devendo focar ‘nas reais necessidades das comunidades’ urbanas e ribeirinhas – como e o pensamento do mandatário Mauro Nazif.
- É com base nessa vivência, que a equipe à disposição dele, pretende inovar na forma de levar esporte, cultura e entretenimento à população, em atendimento às peculiaridades municipais, eles disseram.
Com base nas medidas que vem sendo implementadas pelo Palácio Tancredo Neves e que o secretário Rafael Claros, irá se comunicar com o mundo desportivo municipal e externo, adiantaram as fontes. Com isso, novas medidas tomadas, ele pretende ouvir os servidores, lideranças e empresários do setor, a fim de restabelecer uma dinâmica mais agressiva de lidar com a diversidade local.
Extraoficialmente, sabe-se, no entanto, que, ‘o novo secretário pretende, também orientar servidores e instituições no sentido de evitar que os projetos em andamento, não sofram problemas de continuidade’.
Em linhas gerais, os apelos mais prementes a serem resolvidos seria a falta de infraestrutura inovadora no âmbito da SEMES, ou seja, ‘as modalidades desportivas e suas práticas sadias precisam ser ampliadas, com dotação própria, pessoal qualificado e tecnologia inovadora a fim de se obter a plenitude das políticas públicas voltadas para o desporto municipal’.
O programa federal deixa a desejar no Estado de Rondônia e, não é diferente, nesta Capital, onde os espaços desportivos e culturais ainda ficam atrás da periferia das médias e grandes capitais do País. É que a fragilidade das condições de acolhimento institucional de atletas para patrocínio, ‘praticamente nunca existiu’ e que o governo federal, por Aldo Rabelo, ‘é ciente dessa fragilidade governamental’.
 
FONTE: XICO NERY
Ler Mais

ACRE: CHEIA REPENTINA DO RIO MURU CAUSA ESTRAGOS EM TARAUACÁ

Vários bairros do município acreano de Tarauacá, distante 400 quilômetros de Rio Branco estão alagados. O pequeno rio Muru que corta a cidade não para de subir, efeito das  chuvas que ultimamente não tem dado trégua na região. A Defesa Civil do município em conjunto com a Defesa Civil do Estado mobilizam esforços para levar assistência às famílias atingidas.

O senador do (PT-AC) Jorge Viana irmão do governador reeleito Tião Viana publicou uma nota em sua página oficial do facebook em que relata os esforços do prefeito e Estado: “O governo está dando todo o suporte para ajudar o município nesse difícil momento.
O prefeito que também é médico, doutor Rodrigues pessoalmente  coordena as equipes de trabalhos. Ele mesmo vem fazendo as avaliações médicas nas pessoas. 
O rio Muru é o principal afluente de Tarauacá, município que concentra a quarta maior população do Acre, seu  nível que é 9 metros ultrapassou a marca e mediu no domingo (16) exatos  11 metros, e segundo a Defesa Civil poderá continuar subindo.

Fonte: NewsRondonia
Ler Mais

Exclusivo: engenheiro denuncia a este blog como são tecnicamente fraudadas as nossas urnas eletrônicas


(Foto: Agência Estado)Amilcar Brunazo Filho é considerado uma das maiores autoridades mundiais em urna eletrônica. É a voz mais altissonante a denunciar que nossas urnas não são nada confiáveis. “O modelo de urna usado no Brasil é ainda de 1ª geração,  conhecida como DRE (Direct Recording Electronic voting machine), onde os votos são gravados apenas em meio digital eletrônico (e regravável) de forma que nem o eleitor pode conferir se seu voto foi gravado corretamente e nem os fiscais de partidos podem conferir se foi somado (apurado) corretamente”, disse em entrevista a este blog.
“É um absurdo votar num sistema que não lhe permite conferir para quem seu voto foi gravado”, estabelece. Todos os países que já adotaram o sistema de urna eletrônica empregado aqui no Brasil, nas últimas eleições, já o abandonaram, por seu alto grau de adulteração, explica o engenheiro Amilcar Brunazo Filho.
Confira:
Como começou seu interesse pelo assunto?
Brunazo: Sou engenheiro formado na Poli (1975), e acabei trabalhando na área de segurança de dados .
Em 1996, votei pela primeira vez numa urna eletrônica. Quando ví que o mesário digitava o número do meu título de eleitor no seu terminal que estava conectado com a urna, onde eu iria digitar o meu voto, me ocorreu a dúvida:
"Como posso saber se o programa (software) da urna não vai gravar o meu voto junto com a minha identidade?
E fiz essa pergunta ao mesário (representante oficial da autoridade eleitoral que me oferecia aquele equipamento), que me respondeu:
"Não se preocupe. Eu lhe garanto que seu voto não será identificado", bem no estilo: "La garantia soy Yo"
Logo percebi que não havia garantias concretas e, a partir daí, fui atrás se mais informação sobre o projeto e funcionamento das nossas urnas eletrônicas.
Percorri Cartórios Eleitorais e acabei indo até o TSE . Acabei descobrindo que não só o sigilo do voto, mas também a garantia da justa apuração do meu voto não tinha garantia real e também dependia exclusivamente de dar confiança pessoal aos projetistas, desenvolvedores e administradores da autoridade eleitoral.
A partir daí, iniciei meu périplo na luta por mais transparência do voto eletrônico no Brasil
Quais defeitos aponta em nossas urnas?
Brunazo : O modelo de urna usado no Brasil, é ainda de 1ª geração,  conhecida como DRE (Direct Recording Electronic voting machine) onde os votos são gravados apenas em meio digital eletrônico (e regravável) de forma que nem o eleitor pode conferir se seu voto foi gravado corretamente e nem os fiscais de partidos podem conferir se foi somado (apurado) corretamente.
É um sistema que é essencialmente dependente do software instalado no equipamento e a literatura técnica internacional toda condena esse tipo, pois é, na prática, inviável se demonstrar que um software complexo (mais de 17 milhões de linha de código) que esta gravado em cada uma das 450 mil urnas está comprovadamente livre de erro.
Tais defeitos ocorreram em que grau na ultima eleição?
Brunazo- Ocorreram sim, com certeza. O sistema não gera documentação que possa ser usada numa eventual auditoria contábil (recontagem) dos votos e assim, nem o eleitor teve como saber se seu voto foi gravado corretamente, nem os auditores podem saber se o voto que o eleitor digitou foi contado corretamente.
Em outras palavras, nem quem ganhou tem como provar que ganhou e nem quem perdeu tem como verificar que perdeu de fato. O sistema continua exatamente o mesmo de 1996, onde uma eventual garantia da sua confiabilidade é totalmente dependente da palavras dos administradores, ainda no mesmo tipo: "La garantia soy Yo"
Conhece algum caso de fraude de urna eletrônica no Brasil?
Brunazo: Muitos deles, como a fraude do mesário (que permite a inserção de voto por gente não autorizada), a clonagem de urnas (carregar urnas verdadeiras em duplicidade para inserir votos) e a modificação de votos na totalização poderiam ser detectadas por uma fiscalização eficiente dos Partidos, o que raramente ocorre. Outra modalidade de fraude, a inserção de código malicioso por gente de dentro do corpo de desenvolvedores do software, é praticamente impossível de ser detectada e impedida.
Por que os EUA não adotam nossos sistema de urnas?
Brunazo: Não só os EUA. Todos os países que se usam ou usaram urnas eletrônicas no mundo (como EUA Alemanha, Russia, Índia, Bélgica, Holanda, Argentina, Venezuela, Equador, México, etc.), fora o Brasil, já abandonaram o modelo DRE de 1ª geração, substituindo-o por outros modelos de 2ª e até de 3ª geração.
O motivo é exatamente a falta transparência no processamento do voto no modelo DRE.
Na Alemanha, esse modelo de urna foi declarado inconstitucional em 2009 porque não atende o Princípio de Publicidade, já que não permite ao eleitor comum, usando recursos próprios, conferir o destino do seu voto. Nos EUA, em 2007/9 foi emitida a norma técnica “Voluntary Voting System Guidelines” que descredencia máquina do tipo DRE.
Por que nossas urnas não emitem comprovante impresso sobre em quem votamos?
Brunazo: Porque a autoridade eleitoral brasileira, formada, em sua cúpula administrativa, por membros do STF e do STJ, tem poderes excepcionais de legislar, administrar e julgar em causa própria  e não admite adotar um sistema eleitoral eletrônico que permita à sociedade civil conferir se o resultado que eles publicam está correto.
Eles não aceitam terem seu trabalho na área eleitoral submetido a nenhum tipo de “controle externo”, que o voto impresso conferível pelo eleitor permitiria.
A autoridade eleitoral brasileira, agindo nem sempre às claras, já cuidou de derrubar duas leis (de 2002 e de 2009) que previam a adoção do voto impresso conferível pelo eleitor nas urnas eletrônicas e a migração para modelos de 2ª geração.
Enquanto o eleitor brasileiro não compreender que é um absurdo votar num sistema que não lhe permite conferir para quem seu voto foi gravado e será contado e não exigir mudanças concretas nas urnas-e brasileiras, a autoridade eleitoral brasileira vai continuar nos impondo abusivamente esse sistema sem nenhuma transparência efetiva e que já foi abandonado no resto do mundo.

Conheça o 1º Relatório CMind sobre as urnas eletrônicas brasileiras
              o 2º Relatório CMind sobre as máquinas de votar argentinas
            e o 3º Relatório CMind sobre as eleições eletrônicas no Equador - 2014

Foto: Agência Estado
fonte: agência estado
Claudio Tognolli
Ler Mais

Lava Jato cumpre mandados de prisão; veja a lista


Lava Jato cumpre mandados de prisão; veja a lista
Em nova fase da Operação Lava Jato, a Polícia Federal prendeu na manhã de sexta-feira, 14, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e outras 17 pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado R$ 10 bilhões.

Na sétima etapa da Lava Jato, a PF também prendeu executivos e fez buscas e apreensão em sete das maiores empreiteiras do País, apontadas como o braço financeiro de um esquema de corrupção na estatal. Veja os mandados de prisão decretados pela Justiça Federal:

Prisão preventiva:
1. Eduardo Hermelino Leite, da Construtora Camargo Correa;
2. José Ricardo Nogueira Breghirolli, da OAS;
3. Agenor Franklin Magalhães Medeiros, da OAS;
4. Sergio Cunha Mendes, da Mendes Júnior;
5. Gerson de Mello Almada, da Engevix;
6. Erton Medeiros Fonseca, da Galvão Engenharia.


Prisão temporária:
1) Dalton dos Santos Avancini, da Construtora Camargo Correa;
2) João Ricardo Auler, da Construtora Camargo Correa;
3) Mateus Coutinho de Sá Oliveira, da OAS;
4) Alexandre Portela Barbosa, da OAS;
5) José Aldemário Pinheiro Filho, da OAS
6) Ednaldo Alves da Silva, da UTC;
7) Carlos Eduardo Strauch Albero, da Engevix;
8) Newton Prado Júnior, da Engevix;
9) Otto Garrido Sparenberg, da IESA;
10)Valdir Lima Carreiro, da IESA;
11) Ricardo Ribeiro Pessoa, da UTC;
12) Walmir Pinheiro Santana, da UTC;
13) Othon Zanoide de Moraes Filho, da Queiroz Galvão;
14) Ildefonso Colares Filho, da Queiroz Galvão;
15) Jayme Alves de Oliveira Filho, subordinado de Alberto Youssef;
16) Adarico Negromonte Filho, subordinado de Alberto Youssef;
17) Carlos Alberto da Costa Siva, emissário das empreiteiras;
18) Renato de Souza Duque, ex-diretor da Petrobras;>19) Fernando Antonio Falcão Soares, lobista


Investigados que sofreram bloqueios bancários:
1) Eduardo Hermelino Leite
2) Dalton dos Santos Avancini
3) João Ricardo Auler
4) José Ricardo Nogueira Breghirolli
5) José Aldemário Pinheiro Filho
6) Agenor Franklin Magalhaes Medeiros
7) Ricardo Ribeiro Pessoa
8) Walmir Pinheiro Santana
9) Sérgio Cunha Mendes
10) Gerson de Mello Almada
11) Othon Zanoide de Moraes Filho
12) Ildefonso Colares Filho
13) Valdir Lima Carreiro
14) Erton Medeiros Fonseca
15) Fernando Antonio Falcão Soares
16) Renato de Souza Duque

FONTE: AGÊNCIA ESTADO
FOTO: DANIEL TEIXEIRA/ESTADAO
Por Fausto Macedo | Estadão Conteúdo 
Ler Mais

AFORA NO INVERNO, OBRAS MUNICIPAIS GANHAM NOVO FÔLEGO COM MAQUINÁRIOS NOVISSÍMOS E A POPULAÇÃO, ENFIM, VOLTA A RESPIRAR LIVRE DE LOBBIES

 PORTO VELHO – Desde o tempo do Promotor de Justiça aposentado, Tomás Guilherme Correia, prefeito nos anos 1986-89, que o município de Porto Velho não se desfazia de empreiteiros e políticos suspeitos de intermediarem negócios com a Prefeitura até a gestão de Roberto Sobrinho do Partido dos Trabalhadores [PT].
Pesquisa rápida feita pela antiga Agência Amazônia de Notícias [AAN], junto à parte dos órgãos de controle das finanças públicas e de assessorias independentes acreditados nesta parte da Amazônia, constata-se que, ‘políticos com mandatos são acusados de interferência direta ou indireta nos negócios de pavimentação e obras municipais’.
Segundo a coleta de informações, a maior fatia dos acusados tem origem na Câmara Municipal e por tabela, na Assembleia Legislativa e no Congresso. Vereadores, deputados, deputados federais e senadores, além de assessores e financiadores de campanhas eleitorais, ‘são acusados de lobby voraz no Palácio Presidente Vargas’.
Historicamente, em se tratando de lobby politico e empresarial dentro das Câmaras Municipais, Prefeituras dos Municípios, Governos e no Palácio do Planalto, ‘o assunto é recorrente’, afirma o publicitário e gráfico Henrique Ferraz.
Para ele, ‘o caso é de polícia e de Justiça Federal’, já que os escândalos envolvendo construtoras e gestores públicos não param de serem estourados na imprensa no Supremo Tribunal Federal [STF]. Contudo, em que pese a Polícia Federal apure e prenda acusados dessa prática, ‘pouquíssimos continuam presos’, como é o caso do banqueiro Daniel Dantas e pessoas vinculadas a Odebretch e Camargo Correa, atesta Ferraz.
O esquema funcionava a partir da contratação de horas trabalhadas por tratores alugados de empresas em regime, ora com contratos diretos, ora através de terceirização com a Prefeitura e secretarias. A maior parte dos serviços era destinada à agricultura familiar e obras em comunidades periféricas e rurais, ‘difíceis de fiscalização plena das autoridades’, insiste o publicitário.
Em nova pesquisa, este Repórter em conversa com antigos servidores municipais e operadores da nova patrulha mecanizada adquirida pela atual gestão, parte deles disse que ‘contava-se nos dedos o número de máquinas e equipamentos para as operações e obras infraestruturais, inclusive, tapa-buracos’.
Segundo as fontes, atualmente, o município dispõe de patrulha própria, composta de caminhões, caçambas, patrol, rolo compressor, pá-carregadeira, retroescavadeira e outros equipamentos de última geração inseridos nos projetos de recuperação de ruas, asfaltamento e limpeza e encascalhamento dos bairros desta Capital.
Além das secretarias municipais de Serviços Básicos [SEMUSB], de Obras [SEMOB] e da Agricultura e Pesca [SEMAGRIC], os servidores ouvidos por este site de notícias afirmaram, contudo, que, ‘doutô Mauro, agora, tem a liberdade de gestar sem interferência de financiadores de campanhas políticas, nem de empresários que tinham negócios com a Prefeitura’ a partir de mandatos municipais, estaduais ou federais.
Em linhas gerais, enfatizaram, ainda, que, parte da culpa de uma suposta falta de atitude previdente e mais radical por parte da atual administração, ‘deve-se à forma sadia de tratar com as pessoas, cujo perfil é o de respeito pleno às opiniões, sugestões e até mesmo de polêmicas criadas pela classe política’ - como o caso do derrotado Impeachment arquitetado por um conhecido grupo de vereadores que não lograram êxito nas eleições gerais deste ano.
 
FONTE: XICO NERY
Ler Mais

SEBASTIÃO VIANA VAI INSPECIONAR OBRA DA PONTE SOBRE O RIO MADEIRA, MAS GOVERNO DE RONDÔNIA NÃO FOI INFORMADO

O governador do Acre, Sebastião Viana (PT), fará nesta quinta-feira (13), uma visita técnica ás obras de construção da ponte do madeira, no distrito de Vista Alegre do Abunã, em Rondônia, para acompanhar os primeiros serviços executados no local.

Porém, o governo de Rondônia, território onde está sendo construída a obra, não foi informado sobre a missão oficial da caravana do estado vizinho.
O Departamento de Comunicação de Rondônia, responsável pelas agendas do governador rondoniense Confúcio Moura (PMDB), informou que nem o gabinete nem a casa Civil foram notificados da visita do governador do Acre ao território rondoniense.
O Secretário de Comunicação do Acre, Leonildo Rosas, por telefone, confirmou a visita oficial.
Durante a cheia do madeira, Confúcio Moura e Sebastião Viana se encontraram em Porto Velho para tratar assuntos de extremo interesse dos dois estados diante da crise que afetava principalmente o Acre.

Desta vez, apesar da ponte ser de interesse de ambos, a visita de Viana não foi comunicada ao Palácio Getúlio Vargas, o que pode gerar um “mal estar” entre os dois governadores.
Fonte: AC24HORAS


 
Ler Mais

OPERAÇÃO ÉREBO: MINISTÉRIO PÚBLICO E POLÍCIA CIVIL DE OURO PRETO DO OESTE COMBATEM DESVIO DE VERBAS PÚBLICAS DE VALE DO PARAÍSO


Na manhã de hoje (12.11.2014) foi deflagrada pelo Ministério Público e pela Polícia Civil de Ouro Preto do Oeste a “Operação Érebo” (criador das Trevas, na mitologia grega), cujo objetivo é reprimir crimes de peculato (desvio de verbas públicas), fraudes à licitação e outros delitos contra a Administração Pública supostamente praticados pelo Controlador Interno do município de Vale do Paraíso, Carlos Bezerra Júnior,o qual é suspeito de ter favorecido empresas em algumas licitações ocorridas no ano de 2014 naquele município.
As investigações apontam que Carlos Bezerra Júnior, estaria se utilizando do cargo  para favorecer licitantes, direcionar licitações e falsificar documentos com o intuito de efetivar pagamentos indevidos em prejuízo do Erário, auferindo, em decorrência destes atos, vantagens indevidas.
Carlos Bezerra Júnior,. foi preso na manhã de hoje, em sua residência, onde foram apreendidos vários documentos e arquivos digitais que serão juntados à investigação criminal.
Foram cumpridos, ainda, mandados de busca e apreensão na Secretaria Municipal de Saúde e na Controladoria Interna do Município de Vale do Paraíso, onde foram apreendidos cópias de processos licitatórios suspeitos, documentos diversos, computadores e mídias que subsidiarão as apurações.
Além da prisão de Júnior e do cumprimento de mandados de busca e apreensão na sede dos órgãos públicos da Prefeitura Municipal de Vale do Paraíso, foi cumprido mandado de busca e apreensão na residência de J.M.L. e no estabelecimento comercial da Sociedade Empresária da qual este é sócio gerente, os quais são suspeitos de favorecimento em licitações objeto das investigações.
A operação foi coordenada pelos Promotores de Justiça da comarca de Ouro Preto do Oeste, Alba da Silva Lima e Evandro Araújo Oliveira e pelos delegados de polícia civil Ícaro Alex Soares Bezerra, Júlio César de Souza Ferreira, Silvio Hiroshi Yamaguchi e Roberto dos Santos da Silva e contou, no total, com vinte e três servidores dos dois órgãos envolvidos nas apurações.
 
Fonte: ascom/pc-ro
Ler Mais

CADÁVER CARBONIZADO É ENCONTRADO DENTRO DE VEÍCULO COM AS MÃOS ALGEMADAS PARA TRÁS

No final da tarde da manhã desta quarta (12), foi encontrado um cadáver humano, carbonizado dentro de um veículo modelo TOYOTA Corolla, em uma estrada vicinal. O fato ocorreu na Linha C-10, distante cerca de 33 quilômetros às margens da BR 319, município de Canutama – Amazonas.
De acordo com relatos de um morador da região, que preferiu não se identificar, um sitiante viu a grande quantidade de fumaça e passou a cavalo pelo local, observando o carro em chamas, acionando de imediato a Polícia Militar, que após ir ao local e constatar a veracidade dos fatos, acionou a equipe da perícia técnica da Polícia Civil, além do rabecão do IML e policiais da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (DECCV).
“Suspeitamos quando vimos a fumaça preta, pois geralmente é de pneu sendo queimado. Aqui na região era tranquilo, mas depois que a ponte sobre o Rio Madeira foi inaugurada, até gente morta já foi encontrada por aqui” relata o cidadão.
Durante perícia, fora observado que o cadáver, aparentando ser do sexo masculino, tendo em vista o tamanho dos braços e circunferência arredondada da bacia, estava com as mãos algemadas para trás. Nenhum suspeito foi visto pelo local, mas segundo um policial da DECCV, marcas dos pneus de uma possível caminhonete levam a crer que outro carro deu apoio para tal crime. A placa do veículo incendiado não foi localizada, deixando a suspeita de que o(s) criminoso(s) levou(aram) tais placas, para dificultar a identificação do veículo e seu proprietário.
Após serem realizados os serviços de praxe da perícia, o corpo foi removido para o Instituto Médico Legal, para que sejam realizados exames de identificação e também, descobrir se a vítima foi morta e posteriormente queimada juntamente com o veículo, ou se foi queimada viva, no banco de trás do carro. De acordo com o médico legista, se for encontrada fuligem nos pulmões do cadáver, significa que ele foi queimado vivo, pois inalou fumaça e agonizou até a morte.

Fonte: NewsRondonia
 



























Ler Mais

FALSO LÍDER DOS TAXISTAS AINDA SE ENCONTRA EM LUGAR INCERTO E NÃO SABIDO


Porto Velho, RONDÔNIA – O pseudo-líder sindical do movimento sindical dos taxistas rondonienses, Waldiney Souza Luz [vulgo Filhão], ainda encontra-se em lugar incerto e não sabido e até agora não pode ser citado na ação movida pelo legítimo Sindicato da  categoria.
Sem a plena tutela auferida pelo Juízo rondoniense, ‘Filhão’, ainda se mobiliza com parte de profissionais não filiados na tentativa de ‘relaxar as ações do Judiciário e ganhar tempo para, também, não comparecer a uma audiência prevista para Brasília’.
Já, o presidente do Sindicato dos Taxistas dos Transportadores Escolares, Transporte Turístico e Fretamento do Estado de Rondônia [SINTAX], inscrito no CNPJ 09.529.640\04, representado por seu presidente, o líder sindical Francisco Ferreira Santos [O Chiquinho do SINTAX], continua firme na defesa dos interesses da categoria pelo desfecho do caso dentro da maior brevidade.
Sem provas robustas para justificar a criação de uma nova entidade sindical, dentro da mesma base territorial, ‘FILHÃO’ e seu grupo de insurgentes é acusado no Judiciário por ser o autor da coleta de assinaturas para compor lista de presença de uma assembleia que não ocorreu, efetivamente, sob a artimanha de que se tratava de um abaixo-assinado.
A coleta das assinaturas, de acordo com fontes do MT-E, segundo um da peça de inquérito policial, ‘teriam sido conseguidas nos dias de jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo’ para a suposta criação do Sindicato dos Taxistas Autônomos do Estado de Rondônia [SindiTax].
Por fim, dentro das inúmeras anomalias do processo feito por ‘Waldiney Souza Luz, o Filhão, destaca-se que a lista de presença existe três assinaturas idênticas para AMM’s e pessoas diferentes, ou seja, alguém assinou três vezes em nome de outras pessoas o que poder ser caracterizado como falsidade ideológica’, disse uma nova fonte policial.
 
FONTE: XICO NERY
Ler Mais

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::: NOTICIAS MAIS ACESSADAS ::::::::::::::::::::::::::::::::::

 
::::::::: A VOZ DA CIDADE :::::::: Aqui Você Tem Vez! Contatos: (69) 8484-6541/99740676 |avozdacidadegm